5 alimentos que fazem bem à pele

 pele

 Na publicação anterior escrevi sobre os meus truques caseiros de beleza, referindo que cuidava do meu corpo com cremes, hidratantes e tudo o que fosse necessário. Porém, não é só isto que me ajuda a ter o corpo ideal, visto que estas rotinas ajudam a ter uma boa aparência, sim, mas o fundamental é a adopção de uma alimentação variada e equilibrada, dando primazia a um conjunto de alimentos.

E o mais curioso é que cada grupo de alimentos cumpre as suas funções: uns fazem bem aos ossos, outros ao coração, outros aos rins, outros aos intestinos, outros potenciam o crescimento e o fortalecimento do cabelo e das unhas…. e há ainda os que fazem bem ao maior órgão do nosso corpo, a pele, e que tento privilegiar no meu dia-a-dia. Aqui ficam 5 exemplos:

 

Água

A água é um alimento essencial à vida humana. Sem ela, não sobreviveríamos. E deixem-me que vos diga que este é o alimento mais saudável de todos, pois é ele que ajuda ao bom funcionamento de todo o corpo. A pele também não escapa, claro, recebendo da água o seu intenso poder hidratante, a sua fonte de limpeza e até de tratamento.

 

Abacate

O abacate é um alimento muito adorado por uns e muito odiado por outros. A realidade é que o seu sabor e textura não são propriamente muito convidativos, contudo, a sua gordura, as suas vitaminas do complexo B e os seus óleos essenciais fazem deste fruto uma opção quase que obrigatória, se querem ter uma pele bonita e hidratada. Mas convém que não abusem no seu consumo, porque o abacate tem um número bastante elevado de calorias.

 

Amêndoas

As amêndoas também engordam, se comidas em excesso, pois são frutos secos e, como tal, pertencem ao grupo dos alimentos mais calóricos. Todavia, comer um punhado pequeno de amêndoas por dia, para além de saciar por várias horas, ainda faz imensamente bem à pele, por estarem munidas de vitamina E, que ajuda a rejuvenescer a pele e a combater o seu envelhecimento precoce.

 

Pepino

O pepino é um autêntico alimento multifacetado, estando quase sempre nas minhas refeições diárias. Nem dá para acreditar, mas a verdade é que um só pepino, composto por ácido fólico e vitamina C, ajuda a regenerar as células da pele, ajudando também a cicatrizá-la, e ainda tem uma função diurética. É, portanto, um alimento que deve ser sempre procurado no vosso supermercado mais próximo.

 

Manga

Outro alimento que gosto muito de ter na minha fruteira é a manga, que, como toda a gente sabe, ajuda a regular o trânsito intestinal, mas também tem propriedades benéficas para a boa saúde da pele, provenientes da vitamina A, esta tão essencial ao organismo. Para além de a tornar mais bonita, esta vitamina ajuda a renovar as células da pele e tem uma profunda acção hidratante, evitando que esta se torne seca e áspera.

Não existem milagres para se ter uma pele saudável, brilhante, bonita e sedosa. Tudo isto só é possível com boas escolhas e com constantes cuidados, que se devem ter todos os dias e durante todo o ano. Comer bem é um deles, mas há outros. Que tal revelarem-me os vossos segredos para conseguirem ter uma pele tão esplendorosa?

Será Que a Creatina Engorda Mesmo?

shutterstock_291423686

A utilização de suplementos de creatina é cada vez mais frequente entre personal trainers e pessoas que pretendem ganhar mais massa muscular, mas a verdade é que existem muitas dúvidas relativamente aos efeitos provocados pelo seu consumo.

Neste artigo vou procurar a resposta para uma das questões que surge com maior frequência, entre quem está a começar a utilizar estes suplementos: a creatina engorda realmente?

Mas antes, é importante que se perceba porque é que os suplementos de creatina são tão populares.

Motivos Para a Popularidade dos Suplementos de Creatina

Existe um grande número de suplementos alimentares destinados a melhorar a performance física, mas de acordo com os especialistas, a creatina é o melhor suplemento para quem pretende alcançar melhores resultados durante a prática de exercício físico.

Os suplementos de creatina são especialmente úteis para melhorar a performance durante a prática de exercícios anaeróbicos, porque conferem maior capacidade de “explosão aos músculos”. Adicionalmente a creatina contribui para o aumento da massa muscular e das fibras, deixando o corpo mais preparado para exercícios físicos intensos.

Por todas estas razões, os suplementos de creatina são hoje indispensáveis para milhões de homens e mulheres que desejam aumentar a sua massa muscular, ou que simplesmente pretendem treinar durante mais tempo e com mais intensidade.

A Creatina Engorda?

Quem começa a tomar um suplemento de creatina e resolve trocar opinião com outras pessoas, por certo acabará por ouvir a afirmação: “Tem cuidado, porque a creatina engorda.”

Será que esta ideia tem algum fundo de verdade, ou não passa de mais um dos muitos “mitos dos ginásios”. É isso que vamos ver nas próximas linhas.

Um dos problemas associados ao consumo de suplementos de creatina é a retenção de líquidos. Quando a creatina penetra nas células musculares, atua sobre a organela mitocondrial, a qual transforma glicose em energia. As mitocôndrias conferem energia às células e músculos, contribuindo para a tal explosão de energia, que é caraterística da suplementação com a creatina.

Acontece que as mitocôndrias também são responsáveis pelo processo de osmose no interior das células, contribuindo para a manutenção do nível de água no interior das células. O consumo de creatina provoca a expansão da célula e consequentemente aumenta o teor de água intra celular.

A sensação de que a creatina engorda está, na verdade, associada a esta retenção de líquidos. Assim, a resposta que procuramos é: não, a creatina não engorda. Pode ocorrer uma sensação de inchaço e da maior volume, mas trata-se na realidade de retenção de líquidos.

Mais esclarecidos?