5 alimentos que fazem bem à pele

 pele

 Na publicação anterior escrevi sobre os meus truques caseiros de beleza, referindo que cuidava do meu corpo com cremes, hidratantes e tudo o que fosse necessário. Porém, não é só isto que me ajuda a ter o corpo ideal, visto que estas rotinas ajudam a ter uma boa aparência, sim, mas o fundamental é a adopção de uma alimentação variada e equilibrada, dando primazia a um conjunto de alimentos.

E o mais curioso é que cada grupo de alimentos cumpre as suas funções: uns fazem bem aos ossos, outros ao coração, outros aos rins, outros aos intestinos, outros potenciam o crescimento e o fortalecimento do cabelo e das unhas…. e há ainda os que fazem bem ao maior órgão do nosso corpo, a pele, e que tento privilegiar no meu dia-a-dia. Aqui ficam 5 exemplos:

 

Água

A água é um alimento essencial à vida humana. Sem ela, não sobreviveríamos. E deixem-me que vos diga que este é o alimento mais saudável de todos, pois é ele que ajuda ao bom funcionamento de todo o corpo. A pele também não escapa, claro, recebendo da água o seu intenso poder hidratante, a sua fonte de limpeza e até de tratamento.

 

Abacate

O abacate é um alimento muito adorado por uns e muito odiado por outros. A realidade é que o seu sabor e textura não são propriamente muito convidativos, contudo, a sua gordura, as suas vitaminas do complexo B e os seus óleos essenciais fazem deste fruto uma opção quase que obrigatória, se querem ter uma pele bonita e hidratada. Mas convém que não abusem no seu consumo, porque o abacate tem um número bastante elevado de calorias.

 

Amêndoas

As amêndoas também engordam, se comidas em excesso, pois são frutos secos e, como tal, pertencem ao grupo dos alimentos mais calóricos. Todavia, comer um punhado pequeno de amêndoas por dia, para além de saciar por várias horas, ainda faz imensamente bem à pele, por estarem munidas de vitamina E, que ajuda a rejuvenescer a pele e a combater o seu envelhecimento precoce.

 

Pepino

O pepino é um autêntico alimento multifacetado, estando quase sempre nas minhas refeições diárias. Nem dá para acreditar, mas a verdade é que um só pepino, composto por ácido fólico e vitamina C, ajuda a regenerar as células da pele, ajudando também a cicatrizá-la, e ainda tem uma função diurética. É, portanto, um alimento que deve ser sempre procurado no vosso supermercado mais próximo.

 

Manga

Outro alimento que gosto muito de ter na minha fruteira é a manga, que, como toda a gente sabe, ajuda a regular o trânsito intestinal, mas também tem propriedades benéficas para a boa saúde da pele, provenientes da vitamina A, esta tão essencial ao organismo. Para além de a tornar mais bonita, esta vitamina ajuda a renovar as células da pele e tem uma profunda acção hidratante, evitando que esta se torne seca e áspera.

Não existem milagres para se ter uma pele saudável, brilhante, bonita e sedosa. Tudo isto só é possível com boas escolhas e com constantes cuidados, que se devem ter todos os dias e durante todo o ano. Comer bem é um deles, mas há outros. Que tal revelarem-me os vossos segredos para conseguirem ter uma pele tão esplendorosa?

3 truques de beleza caseiros

 portrait-1319951_960_720

Cuidar da minha pele e do meu cabelo faz parte dos meus rituais diários. Todos os dias, quer de manhã, quer à noite, tiro sempre uns minutos para colocar os meus cremes, as minhas loções e os meus sprays. E tenho mesmo que o fazer, pois as agressões externas com que lido durante o dia tendem a estragar e a secar, tanto a minha pele, como o meu cabelo e até as minhas unhas. Para além disso, quero retardar o meu envelhecimento, logo, este tipo de cuidados não podem ser dispensados.

Contudo, como não tenho um orçamento financeiro muito largo para andar em salões de beleza, tenho também os meus próprios truques caseiros, que, para além de serem muito mais económicos, até se tornam, por vezes, bem mais eficientes do que os tratamentos caríssimos que se vendem por aí.

Querem conhecer alguns?

Então comecemos por aquele que mais aplico no dia-a-dia: o óleo de amêndoas. Este óleo é um produto obrigatório para se ter em casa. À primeira vista, não parece ser algo com muitas vantagens, até porque é um pouco gorduroso e tem um cheiro muito forte, no entanto, as potencialidades do óleo de amêndoas são mais do que muitas, chegando mesmo a ultrapassar, em qualidade, vários produtos caros do mercado. Não acreditam? E se vos disser que o óleo de amêndoas tem um intenso poder hidratante para a pele, protegendo-a contra as agressões externas a que é exposta, que melhora a sua elasticidade e que previne o aparecimento de estrias e de rugas? Pois é, eu tenho uma pele de bebé por algum motivo! Então, o que esperam para irem já a uma loja da especialidade comprar esta maravilha? J

 

O segundo truque que gosto muito de aplicar, principalmente no Verão, quando os nossos pés estão mais secos, gretados e maltratados, é uma mezinha que envolve açúcar e mel. Para ser franca, os meus pés chegam a um estado tal, que não há creme hidratante que resolva! Então, aliando o açúcar ao mel, consigo uma mistura milagrosa, que me amacia os pés e os deixa bem mais hidratados e cuidados. Caso também queiram fazer esta mistura, juntem 3 colheres de sopa de mel e 6 colheres de sopa de açúcar, e apliquem-na nos pés, com uma pequena massagem, de manhã e à noite. Só não se esqueçam de os lavar, posteriormente, com muita água. Vão logo notar uma enorme diferença!

 

Por fim, para eliminar aquelas olheiras e aqueles papos horríveis, principalmente gerados pelo cansaço e pelas noites mal dormidas, nada melhor do que colocarem nos olhos umas rodelas de pepino ou umas rodelas de batata bem geladas, de forma a comprimirem as veias da zona e a diminuírem manchas e inchaços. Outra solução para as olheiras são os saquinhos usados de chá verde ou preto, também estes frios, visto que contêm cafeína e antioxidantes, propriedades que ajudam na retenção de líquidos e, tal como as rodelas que vos falei, também ajudam na compressão dos vasos sanguíneos.

Eu sou totalmente adepta das chamadas mezinhas caseiras, pois são baratas, fáceis de fazer e, muitas vezes, os seus efeitos são mais imediatos e bem mais visíveis do que os dos produtos de supermercado ou mesmo de salão.

 

Experimentem também e comprovem a sua eficácia! E, caso tenham mais ideias, partilhem!

Como fazer as unhas em casa

shutterstock_387787504

Gosto de manter as minhas unhas arranjadas. O ideal é serem feitas por uma esteticista, mas nem sempre é possível. Por vezes há pouco tempo, um evento de última hora, e não há possibilidade de fazer uma marcação na esteticista de um momento para o outro. Acontece.

Como sei que há por aí gente que por variados motivos tem de fazer as unhas em casa, deixo aqui algumas dicas que vos podem ser úteis.

 

Kit necessário para fazer as unhas em casa:

 

Lima;

Algodão;

Acetona;

Corta unhas;

Alicate de unhas;

Palito de metal ou de madeira;

Espátula para afastar as cutículas;

Base fortalecedora ou uma base comum;

Amolecedor de cutículas ou hidratante;

Verniz ou vernizes;

Spray secante;

 

How To Do It: 

  1. Retira-se o verniz anterior com uma boa dose de acetona para não ficarem quaisquer restos.
  2. Corta-se e limam-se as unhas. Para quem gosta de unhas com formato quadrado, comece por limar a zona do meio e só depois as laterais. Para quem gosta do formato circular, deve limar a partir dos lados em direção ao centro.
  3. Lavar bem as mãos com água e sabonete e secá-las bem.
  4. Aplicar um creme hidratante ou um amolecedor de cutículas nas unhas. As cutículas devem ficar hidratadas e amolecidas.
  5. Cortar o excesso de cutículas com o alicate. É preciso cuidado para não cortar um “bife” e sair apenas o estritamente necessário, pois as cutículas são a proteção da unha. Há quem diga que não é bom cortar e prefira apenas empurrá-las com a ajuda da espátula e retirar com o alicate apenas as “pelinhas” que podem aparecer à volta das unhas.
  6. Aplicar uma camada de base transparente ou fortalecedora antes do verniz. Ela serve para aumentar a duração e a cobertura do verniz e proteger as unhas da cor que vamos colocar.
  7. Depois de a base secar, está na altura de aplicar o verniz. Começar do centro da unha e depois espalhar dos lados. A camada deve ser fina. Se necessário repetir o processo uma segunda vez.
  8. Retirar o excesso com um palito ou com um cotonete embebido em acetona. Se não sair todo o excesso de verniz, com a lavagem das mãos acabará por sair.
  9. Aplicar um spray secante para secar as unhas mais rapidamente. Caso contrário, é aguardar a secagem natural das unhas com cuidado para não tocar em nada e estragar o trabalho.
  10. Para saber se o verniz já está seco, a melhor solução (para quem ainda não sabe) é encostar uma unha à outra e ver se colam. Se não colarem é porque já está seco.

Gostaram das dicas?

Será Que a Creatina Engorda Mesmo?

shutterstock_291423686

A utilização de suplementos de creatina é cada vez mais frequente entre personal trainers e pessoas que pretendem ganhar mais massa muscular, mas a verdade é que existem muitas dúvidas relativamente aos efeitos provocados pelo seu consumo.

Neste artigo vou procurar a resposta para uma das questões que surge com maior frequência, entre quem está a começar a utilizar estes suplementos: a creatina engorda realmente?

Mas antes, é importante que se perceba porque é que os suplementos de creatina são tão populares.

Motivos Para a Popularidade dos Suplementos de Creatina

Existe um grande número de suplementos alimentares destinados a melhorar a performance física, mas de acordo com os especialistas, a creatina é o melhor suplemento para quem pretende alcançar melhores resultados durante a prática de exercício físico.

Os suplementos de creatina são especialmente úteis para melhorar a performance durante a prática de exercícios anaeróbicos, porque conferem maior capacidade de “explosão aos músculos”. Adicionalmente a creatina contribui para o aumento da massa muscular e das fibras, deixando o corpo mais preparado para exercícios físicos intensos.

Por todas estas razões, os suplementos de creatina são hoje indispensáveis para milhões de homens e mulheres que desejam aumentar a sua massa muscular, ou que simplesmente pretendem treinar durante mais tempo e com mais intensidade.

A Creatina Engorda?

Quem começa a tomar um suplemento de creatina e resolve trocar opinião com outras pessoas, por certo acabará por ouvir a afirmação: “Tem cuidado, porque a creatina engorda.”

Será que esta ideia tem algum fundo de verdade, ou não passa de mais um dos muitos “mitos dos ginásios”. É isso que vamos ver nas próximas linhas.

Um dos problemas associados ao consumo de suplementos de creatina é a retenção de líquidos. Quando a creatina penetra nas células musculares, atua sobre a organela mitocondrial, a qual transforma glicose em energia. As mitocôndrias conferem energia às células e músculos, contribuindo para a tal explosão de energia, que é caraterística da suplementação com a creatina.

Acontece que as mitocôndrias também são responsáveis pelo processo de osmose no interior das células, contribuindo para a manutenção do nível de água no interior das células. O consumo de creatina provoca a expansão da célula e consequentemente aumenta o teor de água intra celular.

A sensação de que a creatina engorda está, na verdade, associada a esta retenção de líquidos. Assim, a resposta que procuramos é: não, a creatina não engorda. Pode ocorrer uma sensação de inchaço e da maior volume, mas trata-se na realidade de retenção de líquidos.

Mais esclarecidos?